Ao escrever este livro, imaginei que serviria de roteiro para um filme ou peça musical. Mistura uma história espiritualista, de milhares de anos, com passagens do dia a dia deste 2019, no Rio de Janeiro, antiga capital do Brasil. O tema deste livro é próximo a textos esotéricos e de ficção.

O autor, Sergio Feitoza, é um compositor, músico e engenheiro que está mudando o tempo que dedicava a engenharia e música de 80/20% para 20/80%. Ele percebeu a futilidade de ajudar a criar mais avanços tecnológicos em um planeta onde esses avanços não são compartilhados por todos. É por isso que as populações morrem de fome e as desigualdades apenas aumentam. Eles são os catalisadores dos sentimentos de impotência e vingança que, ao que parece, mais uma vez farão com que a história da Terra não tenha um final feliz.

Como autor, acredito que a única possibilidade de não autodestruição da Terra, no máximo em cerca de 30 anos, é que um fato extraordinário aconteça além da nossa limitada inteligência humana. Este fato extraordinário é descrito na narrativa. Há correntes de pensamento dos tempos antigos, segundo as quais a humanidade e outras raças espalhadas pelo universo se desenvolvem em direção à perfeição espiritual. Eles consideram nossas almas eternas e que apenas mudam de corpo físico de tempos em tempos. Assim, um humano poderia reencarnar aqui ou em outro planeta para cumprir sua caminhada evolutiva. A mudança de ambiente ajuda a evoluir.

O conhecimento e o crescimento espiritual, após períodos de estagnação ou aparente decadência, dão saltos positivos na qualidade. Após os saltos, as coisas melhoram dramaticamente no planeta. Depois vem um período acomodação até que um novo salto positivo aconteça. Hoje estaríamos no início de um novo salto e de um processo de limpeza mundial, descrito no texto. Nossos atuais momentos de perplexidade expõem à população do mundo a ampla corrupção, violência e injustiça social. Nesse processo, temos a partida, para outro planeta, de almas que dificultam a evolução daqueles que desejam melhorar. É bom saber que eles estão indo pois vão parar de atrapalhar o avanço da maioria. No livro existem aqueles que chamamos de "mocinhos", "bandidos" e a maioria dos "indiferentes". O leitor certamente se verá como um deles.

Os Engenheiros Cósmicos, do título do livro, são especialistas na criação das chamadas "coincidências" que mudam o curso de nossas vidas em muitas situações. Também participam da narrativa os avatares de um planeta mais evoluído que vieram aqui para nos ensinar como fazer melhor as coisas e, assim, interromper o processo de autodestruição em que estamos hoje. Espero que eles possam fazer isso bem.

Abraços e até um próximo livro ou uma "coincidência" . A ajuda na divulgação é bem-vinda. ....... Sergio Feitoza


VERSÃO DIGITAL no botão HOTMART AO FINAL DESTA PÁGINA.

Deixe seu contato aqui ou escreva para 55-21-988874600 *** E-mail sergiofeitozacosta@gmail.com . Musicas aquihttps://store.cdbaby.com/Artist/SergioFeitoza e em Português aqui http://www.cognitor.com.br/Sambas_de_um_Rio_Melhor... . Alguns vídeos no YouTube https://www.youtube.com/user/SergioFeitoza/videos?...



Call us via WhatsApp

Clicando no botão você será direcionado a página onde pode adquirir a versão digital.